.

Revista - Cognićção & Artes Musicais (ISSN 1809-6549)

Distribuição: beatrizilari@ufpr.br

.

Volume 3, Número 1: Maio de 2008

 

Artigos

Mitológicas xinguanas: flautas e transformaćção
Maria Ignez Cruz Mello

Música de cinema e psicologia cognitiva: uma breve revisão de conceitos
Felipe Hickmann

A imaginaćção escuta: a escuta na era eletroacústica (primeira parte)
Denis Smalley (tradućção: Mauricio Dottori)

Pistas para compreender a mente musical
Thenille Braun Janzen

Música e trabalho orquestral: um paradoxo?
Graziela Bortz

    Resenhas

Alucinaćções musicais por Oliver Sacks
Beatriz Ilari

.

Volume 2, Número 1: Maio de 2007

vol2.n1

Artigos

Métodos de análise da forma sonata em torno do primeiro movimento da Op. 53, “Waldstein” de Beethoven
Márta Grabócz (tradućção: Zélia Chueke)

Análise e (ou?) performance
John Rink (tradućção: Zélia Chueke)

Consciência e incidência de problemas de saúde entre estudantes de conservatório.
Aaron Williamon & Sam Thompson (tradućção: Diana Santiago)

Sistemas musicais interativos-reflexivos para a educação musical.
Anna Rita Addessi & François Pachet (tradućção: Beatriz Ilari)

.

Volume 1, Número 1: Maio de 2006

vol1.n1

Artigos

Aspectos psicológicos do trabalho orquestral
Afonso Galvão

O quebra-cabeça do ouvido absoluto
Diana Deutsch (tradućčo: Beatriz Ilari)

Múúsica, mente e evolućção
Ian Cross (tradućção: Beatriz Ilari)

A engenharia reversa na voz humana: Examinando os pré-requisitos de adaptaćção para canćção e linguagem
Nicholas Bannan (tradućção: Beatriz Ilari)

The problem of registral direction: Two contrasting models of Narmurean theory. Juan Fernando Anta

Book Reviews

Musical identities por Raymond Macdonald, David Hargreaves & Dorothy Miell. Beatriz Ilari


Informações para autores

Cognição & Artes Musicais / Cognition & Musical Arts é um periódico interdisciplinar com periodicidade semestral (maio e novembro), que publica trabalhos de pesquisa que têm como objetivo compreender a relação entre os processos cognitivos e as artes musicais. Artigos teóricos, réplicas de estudos já realizados e comentários acerca de temas relevantes também serão considerados. Não há data limite para envio de trabalhos – o envio de trabalhos segue fluxo contínuo, e avaliação ocorre por ordem de recebimento. Os trabalhos devem ser enviados em 2 (duas) vias impressas e por e-mail para:

Dra. Beatriz Ilari
Editora de Cognição & Artes Musicais
Universidade Federal do Paraná – DeArtes
Rua Coronel Dulcídio 638 – Batel
80420-170 Curitiba PR – Brasil

E-mail: beatrizilari@ufpr.br

Todo manuscrito submetido deverá vir acompanhado por uma declaração de que se trata de trabalho inédito e que não foi submetido simultaneamente a outro periódico. Casos de re-edição e tradução deverão ser informados à editora. Os trabalhos submetidos não serão devolvidos.

Preparação do manuscrito

Todos os manuscritos (inclusive tabelas e figuras) deverão conformar com as normas editoriais do Manual de Publicação da Associação Norte-Americana de Psicologia, 4a edição - 1994 (www.apa.org). Os manuscritos que estiverem fora das normas editoriais serão devolvidos sem qualquer revisão. Os autores deverão fornecer entre 4 e 6 palavras-chave, que deverão estar dispostas logo após o resumo. Cabe aos autores obter a devida permissão para a publicação de imagens e citações longas de textos com direito autoral.

Texto

· Página do título – deverá conter o título do artigo, bem como nome, endereço institucional e e-mail dos autores. Caso o artigo contenha agradecimentos às agências de fomento ou pessoas físicas, estes deverão aparecer ao final do texto; 

· Resumo – deverá aparecer na segunda página, e não poderá conter mais que 150 palavras. Não é necessário enviar um resumo em língua inglesa;

· Tamanho do artigo – não poderá exceder 20 páginas (incluindo bibliografia);

· Formatação – os manuscritos deverão estar digitados usando a fonte Times New Roman, tamanho 12, com espaçamento duplo entre as linhas, e margens de 4cm em todos os lados do papel, de tamanho A4;

· Numeração de páginas – deve começar a partir da página do resumo, usando algarismos arábicos;

· Notas de rodapé – evitar ao máximo; caso isso não seja possível, numerá-las;

· Abreviaturas – evitar ao máximo;

· Figuras e tabelas – devem aparecer somente quando forem essencial à compreensão do texto e ter qualidade mínima de 300 dpi.

Referências

· No texto (e não em notas de rodapé) – devem aparecer indicando o sobrenome do autor, seguido do ano de publicação. Por exemplo: De acordo com Piaget (1969)...

· Citações diretas – indicar o número da página;

· Três ou mais autores – citar apenas o primeiro autor. Por exemplo: Smith et al (1987)...

· Lista de referências (manter espaço duplo) – organizar por ordem alfabética, conforme exemplos abaixo:

Livros

Piaget, J. (1969). Child’s concept of the world. Totowa, NJ: Littlefield, Adams & Co.

Buarque de Hollanda, S. (1936). Raizes do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras.

Capítulos em coletâneas

Ninomiya, M. (2000). A imigração japonesa: passado, presente e futuro. In P. Reis (Org.). República das etnias (p.25-40). Rio de Janeiro: Gryphus.

Artigos em periódicos

O’Neill, S. & Sloboda, J.A. (1997). The effects of failure on children’s ability to perform a musical test. Psychology of Music, 25, 18-34.


Ética na pesquisa envolvendo seres humanos

Todos os trabalhos submetidos que envolverem a participação de seres humanos deverão vir acompanhados por uma declaração de que a pesquisa foi realizada de acordo com os princípios éticos estabelecidos pela APA (Associação Norte-Americana de Psicologia).

Avaliação dos trabalhos

Os trabalhos serão avaliados através de processo de blind-review. Por isso, toda e qualquer informação que possa identificar o autor deverá constar apenas na página inicial do manuscrito. Trabalhos que não conformarem com esta norma serão devolvidos sem revisão.

Publicação final

Os trabalhos aprovados serão publicados no volume subseqüente. O autor receberá duas cópias da revista.